sábado, 19 de janeiro de 2013

No teu bosque

No teu bosque, 
Toda minha astucia e meu raciocínio
Toda minha audácia e minha lógica
Desvanecem-se frente a ti
 

Frente ao teu cálido olhar
Frente  aos teus finos lábios.


No teu bosque
Me nutro do cheiro de mel q sai do teu cabelo
Me alimento com a paz que sai dos teus beijos
E me calmo com o toque das tuas mãos no meu peito


No teu bosque me perco
Cruzando teu dorso com minha boca
Reconhecendo cada parte de ti
E sentindo que aqui dentro algo aflora


No teu bosque
É onde sinto paz
É onde estou
É onde quero estar.

2 comentários:

ocolecionadordeideias disse...

for you know that I myself am a labyrinth, where one easily gets lost

http://butdoesitfloat.com/For-you-know-that-I-myself-am-a-labyrinth-where-one-easily-gets-lost?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ButDoesItFloat+%28but+does+it+float%29

aquele do blog disse...

Bosque encantado, muchacho.
Ay qye rico!
(volví para el blog hehe)

www.atormentossingulares.com